Já considerou 10 funcionários para executarem algum serviço enquanto na verdade precisaria de 20, ou vice-versa? Acerte a quantidade de material e mão de obra com esse serviço. Entenda como a medição de obra vai ajudar você a enxugar seu orçamento. 

A medição de obras na construção civil requer profissionalismo e muita responsabilidade. A partir dela, fazemos os cálculos orçamentários e quantitativos do projeto, criando um vínculo direto da medição de obras ao planejamento e controlo da obra. Afinal, a ineficácia da medição gera prejuízos para a empresa e interfere na qualidade estrutural do empreendimento.

Ao solicitar a medicação de obras, os cálculos são organizados em listas ou mapas de medições, sob rígidas regras.  Vale lembrar que, as medições são uma das peças dos projetos de construção civil que mais apresentam defeitos em sua elaboração, como erros e omissões. Por isso, torna-se ainda mais necessário investir em empresas e profissionais com expertise de mercado, conhecimento e seriedade

Como as medições de obras são feitas?

Há duas maneiras: pelo projeto ou pela obra.

  1. Pelo projeto: quando o  projetista (arquiteto) fornece as peças desenhadas; 
  2. Pela obra: faz-se por meio da produção realizada pelo empreiteiro (resultado da gestão do diretor de obra).

De maneira geral, o objetivo da medição de obras é verificar a compatibilidade entre o que foi executado e o que está previsto no projeto e nos quantitativos do orçamento. Além de ser uma ferramenta fundamental de controlo, a quantificação permite mensurar os recursos aplicados ao longo do cronograma da obra (como materiais, equipamentos e mão de obra), facilitando pagamentos e desembolsos mensais para a construção do empreendimento.

Segundo o engenheiro civil Leonardo Favaretto, o acompanhamento fica mais fácil quando as medições são divididas e alinhadas às etapas da obra. A ideia é fazer um planejamento mais assertivo e conseguir acompanhar os serviços realizados e os materiais utilizados com precisão. Para a realização regular da medição, sugerimos seguir os seguintes passos e atividades:

  • Requerimento da documentação necessária para o desenvolvimento do serviço;
  • Vistoria mensal das obras e realização de registro fotográfico;
  • Medição física dos serviços executados;
  • Elaboração de relatório mensal, de acordo com as exigências do cliente ou escopo do projeto.

Critérios de medição de obras e serviços

Os critérios de medição variam e são estipulados por normas oficiais ou pela própria construtora/empreiteira responsável pelo projeto. O profissional precisa se ater aos critérios adotados como referência para fazer a medição corretamente. Confira os principais critérios de acordo com diferentes tipos de serviços:

Medição de obra: Estruturas de Betão

Normalmente, são medidas pela planta de fôrmas ou no próprio local da execução. Para facilitar os cálculos, mede-se entre eixos. Mas se a precisão do cálculo for prioritária, deve-se medir de face a face. 

Para chegar ao orçamento, aqui vão alguma dicas:

  • Os carpinteiros costumam ser pagos por empreitada ou por área de fôrma;
  • Os armadores por kg de ferro aplicado;
  • E os profissionais que lançam o betão são remunerados por m³ lançado.

Calcule os materiais e acrescente a mão de obra de cada processo ao valor final.

Medição de obra: Revestimento de pisos e azulejos

Mede-se a área onde o material foi efetivamente aplicado, descontando os vãos (como portas e janelas).

Medição de obra: Alvenaria

Calcula-se a área total e desconta-se a área que exceder a 2m² em cada vão. Por exemplo: em uma parede de 10m², desconta-se 8m². Faz-se essa subtração porque o trabalho que o pedreiro teria para requadrar e arestar um vão de 2m² seria o mesmo para preencher o vão com alvenaria.

Se você ficou com alguma dúvida sobre o assunto, entre em contato com a LAF Management Construction. Vamos adorar entender seu projeto e ajudar você no que preciso for.